Jander Lobato inspeciona áreas alagadas no bairro Lírio do Vale

O vereador Jander Lobato (PTB) esteve, na manhã desta quarta-feira (3), na rua 27 do bairro Lírio do Vale 2, zona oeste, que ficou prejudicada pela forte chuva que caiu, na última segunda-feira (2), na cidade de Manaus. Após a inspeção no bairro, o vereador seguiu para a Câmara Municipal de Manaus (CMM) onde defendeu a importância de ações eficazes pelo Poder Público para solução desses problemas na capital.

 

Na tribuna, Jander Lobado falou sobre a alagação que houve em um abrigo para imigrantes, na Avenida Torquato Tapajós, e lembrou que as alagações também prejudicaram outras áreas como Lírio do Vale, Alvorada, Compensa e Matinha.

“Eu sou contra invasões, mas também não conheço ninguém que sonhou morar na beira de um igarapé. É preciso planejamento, investimento em educação ambiental e também a união entre governo do estado e prefeitura para que juntos possam dar uma resposta a esse problema grave que persiste na nossa cidade”.

 

No bairro do Lírio do Vale, o vereador Jander Lobato esteve com um engenheiro da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) para ouvir a reivindicação dos moradores, e também constatou que uma das causas do problema de alagamento na área é uma construções irregular feita no leito do igarapé da Redenção, que corta o bairro.

 

“Viemos ao bairro com a Secretaria de Infraestrutura, que vai acionar o Implurb e a Secretaria de Meio Ambiente para interditar a construção irregular e fazer um trabalho de desobstrução do igarapé. É muito triste ver essa família aqui perdendo os seus móveis. Já é difícil conseguir comprar as coisas com sacrifício e não é justo ver tudo ir embora por causa de alagação”, disse o vereador.

 

O industriário Eliesio Lima,40,  mora há 17 anos  no local e diz que já perdeu bens por causa da água que invade a casa dele, apesar da construção estar em uma rua asfaltada. “Todos nós aqui no bairro sofremos com esse tipo de problema há  muito tempo, só que, ultimamente, isso ficou pior com as fortes chuvas. Temos fé em Deus que isso pode ser resolvido”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here