AMAZONAS – Um princípio de treta na direção do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas tem tudo para respingar fogo e chamuscar a campanha do presidente afastado da entidade sindical, Valdemir Santana, que é candidato a deputado estadual pelo PT.



Para o presidente do Núcleo Sindical do PDT, Afrânio Barão, o Valdemir Santana não quer se afastar do Sindicato, mesmo sendo obrigado pela Lei Eleitoral. “Ele quer continuar com o controle da presidência e da tesouraria, talvez para utilizar a estrutura do sindicato na sua campanha para deputado”, disse o presidente do Núcleo Sindical do PDT Afrânio Barão.

No conflito que aconteceu entre os dois em uma sala no Sindicato, Afrânio Barão também acusou Valdemir Santana de mal pagador e de nunca cumprir acordos fechados com sua diretoria. De acordo com Barão, Valdemir é candidato a deputado estadual e deveria ter ido para a campanha, mas deve ter se arrependido e está querendo voltar, mesmo depois de ter feito acordo com ele para dirigir o Sindicato até depois das eleições.

“Valdemir está condenado pela justiça e cumpre pena em liberdade”, lembrou Barão, que disse ainda que a qualquer momento, ele pode ser chamado para cumprir pena em regime fechado. Esse foi o motivo porque ele se colocou à disposição da diretoria dos Metalúrgicos, para garantir a tranquilidade de todos os trabalhadores filiados e não filiados ao Sindicato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here