Polícia Civil prende segundo envolvido em latrocínio de soldado da Aeronáutica, ocorrido em uma banda de Carnaval

O delegado Guilherme Torres, titular da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), da Polícia Civil do Amazonas, falou na manhã desta quinta-feira (25/04), durante coletiva de imprensa realizada às 9h30, no prédio da unidade policial, sobre o cumprimento de mandado de prisão preventiva por latrocínio em nome de William da Silva Batista, 26, conhecido como “Acerola”. O rapaz está envolvido na morte do soldado da Aeronáutica Leonardo Peres Marinho, que tinha 20 anos.

Torres destacou que “Acerola” estava sendo procurado pela equipe da DERFD desde o dia 4 de março deste ano, quando o infrator e um comparsa, identificado como Arley Rodrigues Monteiro, 26, que já foi preso pelos policiais civis da especializada, esfaquearam Leonardo. O crime ocorreu em um bloco de Carnaval, na avenida Rio Jutaí, bairro Nossa Senhora das Graças, zona centro-sul da capital.

“No dia do crime, os infratores se aproximaram da vítima, que estava na companhia de outros três amigos e anunciaram o roubo. Um dos amigos de Leonardo reagiu à ação criminosa e começou a ser agredido fisicamente pela dupla. Neste momento Leonardo travou luta corporal com William e Arley, mas foi atingido com um golpe de faca na região do tórax por Arley. A vítima desmaiou com o ferimento e foi levado para o Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, onde veio à óbito”, explicou o titular da DERFD.

De acordo com a autoridade policial, após a prisão de Arley que aconteceu em 15 de abril deste ano, a equipe da DERFD iniciou as diligências para localizar “Acerola”. O rapaz foi encontrado na tarde de quarta-feira (24/04), por volta das 15h, em uma casa de recuperação para dependentes químicos no Km 50, da Rodovia Estadual AM-010.

“Identificamos que ele havia se internado nessa casa de reabilitação para tentar nos despistar, mas nossos trabalhos não cessaram, e logo encontramos o infrator. Levamos ele para a sede da DERFD onde, em depoimento, William confessou a participação no delito e relatou que o autor das facadas havia sido Arley”, disse Torres.

Indiciamento – William foi indiciado por latrocínio. Ao término dos procedimentos cabíveis na DERFD, ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculina (CDPM), onde irá permanecer à disposição da Justiça.

.

.

.

Fotos: Alailson Santos / PC-AM

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here