AMAZONAS – O deputado estadual Josué Neto (PSD) cobrou, na quinta-feira (21), do Governo do Estado, a execução das emendas parlamentares apresentadas ao orçamento deste ano.

A cobrança foi feita na tribuna da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), de onde o deputado também disse que está à disposição dos demais 23 deputados, que aprovaram a Lei orçamentária de 2018, para cobrar a execução das emendas judicialmente.


“GOVERNO DIZ NÃO AO POVO” – “Quando o Governo do Estado diz não para essas emendas, ele não está dizendo não para o deputado Josué Neto, ele está dizendo não para a população do Amazonas, para os ribeirinhos de comunidades distantes que precisam desses recursos”, afirmou o deputado, lembrando que as emendas foram aprovadas junto com a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2018 e que, portanto, devem ser cumpridas.

Entre as emendas cobradas por Josué Neto está uma no valor de R$ 378 mil para compra de materiais e equipamentos para o Hospital 28 de Agosto, em Manaus. Segundo o deputado é comum faltar materiais hospitalares para atendimento a população.

No final da manhã, o governador Amazonino Mendes disse em entrevista ao Portal BNC que não tem dinheiro para executar as emendas. “[Emenda parlamentar] é um equívoco. Só são complementadas quando há orçamento, quando há recurso, quando há previsão orçamentária. Não é assim. Se não você inverte e o poder Legislativo passa a ser Executivo”.

Ao tomar conhecimento da declaração de Amazonino, o deputado Josué Neto disse lamentar o posicionamento do Governo. “É lamentável porque parece que não há nenhuma orientação da Casa Civil, da Procuradoria Geral, da Secretaria de Fazenda em orientar o governador no sentido de lembrar que as emendas foram aprovadas na LOA, e, portanto, além delas serem constitucionais, estão previstas no orçamento 2018”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here