AMAZONAS – pré-candidato a deputado federal, Pablo Oliva (PSL), que também é delegado da Policia Federal na Operação Maus Caminhos que apura desvios de verba e fraudes na Saúde do Amazonas, falou nesta quinta-feira (19) em entrevista a um portal local de suas propostas políticas para a eleição deste ano e revelou os motivos que o fizeram escolher o PSL como partido para concorrer.

Segundo o delegado o cenário atual de corrupção no país foi um dos motivos que o levaram a concorrer a eleição. “Minha insatisfação com a política me fez participar do pleito”, disse.

Simpatizante das ideias do presidenciável, Jair Bolsonaro, e apoiado por ele o delegado afirma que escolheu se filiar ao PSL por influência dele. “Após ver que o Bolsonaro se filiou ao PSL fui estudar o partido e vi que lá não tem ninguém envolvido em escândalo de corrupção e isso me fez ir para essa legenda. Quem está escolhendo partidos que tenham histórico de corrupção vai ter que carregar isso junto nos ombros”, contou.

Questionado sobre a atuação da bancada do Amazonas no congresso nacional disse que vê ainda muita individualidade nas escolhas dos parlamentares que precisam militar pelo povo. 

“Eu acho que a bancada do Amazonas ainda não está conseguindo andar coesa e junta em defesa aos direitos dos amazonenses. Eu vejo alguns parlamentares trabalhando por interesses pessoais e não corporativos, nem coletivos do Estado. Quando você chega na Câmara Federal você não é representante de si mesmo mas dos amazonenses”, afirmou.

Fonte: AmPost

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here