AMAZONAS – Em Borba, município localizado a 215 km de Manaus em linha reta, universitários dos cursos de Educação Física e Letras estão sendo despejados da sala de aula porque o prefeito Simão Peixoto (SD) não paga o aluguel do prédio onde os cursos são ministrados pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

A denúncia foi apresentada pela deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB) durante a Sessão Plenária desta quinta-feira (10), na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam).

“O prefeito de Borba é caloteiro, não paga o aluguel onde os alunos estudam. Essa é a contrapartida da prefeitura e a UEA entra com a outra parte. Estou encaminhado esse caso ao Ministério Público em defesa dos estudantes da UEA de Borba”, afirmou Alessandra.

As denúncias sobre esse problema específico já tinham sido feitas para Alessandra durante recente visita do mandato itinerante da deputada ao município. Segundo os universitários da UEA de Borba, o calote da prefeitura no dono do prédio onde eles estudam coloca em risco as formaturas das turmas nos próximos anos. O atraso no pagamento seria de quase dois anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here