Prefeito de Rio Preto da Eva esquece a crise e aumenta seu salário de 15 para R$20 mil reais #PovoKiSeLasque

Enquanto o governo federal diminui o valor do salário mínimo e a população mais pobre vê os produtos da cesta básica aumentar de preço, como o arroz e o feijão, os vereadores de Rio Preto da Eva discutiam hoje (10/10), numa reunião interna da Câmara, um ‘projeto jabuti’ de Anderson Sousa que aumentava seus próprios salários e do prefeito.

O presidente da Câmara, Marco Aurélio, aliado de Anderson Sousa,  tentou pautar para votação o projeto de lei do Executivo, nesta quarta feira (10/9), mas houve resistência dos parlamentares da bancada do Executivo.

Anderson tem dez vereadores da base. O único vereador de oposição cabo Marcelo Santos está de licença para tratamento de saúde.

Pelo projeto de lei o salário do prefeito de Rio Preto da Eva saltava de R$ 15 mil para R$ 20 mil e do vice de R$ 10 mil para 15 mil. O salário dos vereadores passaria de R$ 4 mil para R$ 6 mil. O procurador jurídico deixaria de receber R$ 6 mil e ganharia R$ 8 mil.

Alguns vereadores que recusaram a ‘oferta’ de aumento de salários levaram em consideração a pandemia que o município e o país vive.

O projeto jabuti de Anderson virou assunto nas redes sociais nesta quarta (10), em Rio Preto.

Com informações Portal Manchete Amazonas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here