Prefeitura de Manaus proporciona ‘passeio virtual’ ao mercado municipal Adolfo Lisboa

Símbolo e um dos complexos arquitetônicos mais bonitos da capital do Amazonas, o mercado municipal Adolfo Lisboa, Centro, foi palco de mais um “Passeio Virtual” realizado nesta sexta-feira, 26/6, por meio das mídias sociais da Prefeitura de Manaus. Localizado às margens do rio Negro, o “mercadão”, como é conhecido, reúne modernidade e história presente em cada detalhe dessa obra entregue em 2013, no primeiro ano da segunda gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto.

“Essa é uma obra que é um marco da minha gestão e um marco para a cidade. É um compromisso que eu tinha com a cidade, com os manauaras, logo que assumi, no dia primeiro de janeiro de 2013, eu disse no meu discurso de posse que o mercadão seria o presente do aniversário de Manaus daquele ano e assim o fizemos. Hoje, é até impensável uma metrópole como a Amazônia, sem esse magnífico e centenário espaço”, destacou o prefeito.

Marcando o terceiro “Passeio Virtual” coordenado e realizado pela Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom), o “mercadão”, como é popularmente conhecido, foi acompanhado por aproximadamente 2,5 mil pessoas que seguem a Prefeitura de Manaus no Facebook. A transmissão ao vivo teve duração de mais de 30 minutos e alcançou 10 mil pessoas entre a tarde e noite desta sexta-feira.

live foi guiada pelo historiador Leonardo Novelino, que também é gestor do Museu da Cidade de Manaus. Ele contou um pouco dos detalhes do prédio e destacou que o mercado é uma prova viva da historia da cidade, desde a época que era um “porto de lenha” até se tornar a grande metrópole amazônica que é hoje.

“O mercado revela a alma do povo manauara e Manaus abraça quem vem de fora e se torna manauara e contribui de alguma forma, transformando uma Manaus de 350 e o mercado vai presentear quem se esforça, quem permanece na luta, quem comercializa, quem está aqui lutando pelo pão de cada dia, vendendo de forma honesta seus produtos. A prefeitura investe, a prefeitura promove, a prefeitura convida e sinta que o mercado também é seu”, conclui Leonardo.

O mercado Adolfo Lisboa é um dos mais importantes centros de comercialização de produtos típicos da cidade, sendo um espaço para os visitantes locais e turistas. O comerciante Américo Silva, há 39 anos trabalhando no Adolfo Lisboa, detalhou que o mercado é bem movimentado pelo público, porém devido à pandemia da Covid-19, o número de visitantes reduziu.

“O mercado se tornou o centro do artesanato trabalhando com o público nacional e internacional, é um mercado mais turístico. Vem um turista em Manaus e o que ele quer conhecer? O mercado. Com a pandemia, o movimento ficou fraco, pois dependemos da abertura”, finalizou.

Funcionária de um café no mercado municipal, Velda da Silva, 41, contou sobre a volta do funcionamento do local tomando todos os cuidados e restrições na prevenção à pandemia. “Nós organizamos e separamos as mesas. Estamos reagindo muito bem e os clientes estão obedecendo. Usamos os equipamentos e estamos tranquilos nesta organização. É maravilhoso trabalhar aqui no mercado”, disse.

Com 114 anos de história e legado do período da borracha, o mercado municipal Adolfo Lisboa passou por reforma desde o início de 2006, sendo entregue no primeiro ano da gestão do prefeito Arthur, em 2013, como parte das comemorações do aniversário de 344 anos da cidade de Manaus. O restauro envolveu, no início, cerca de 60 funcionários, chegando até o pico da obra a 200 pessoas, entre eles, engenheiros, construtores e restauradores. Com as inovações, o “mercadão” possui 182 boxes, divididos entre o pavilhão central, o pavilhão da carne, pavilhão do peixe, pavilhão frontal e os pavilhões Pará e Amazonas.

Texto – Paloma Tavares / Semcom

Fotos – Mário Oliveira / Semcom

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here