Prefeitura estabelece horários de funcionamento do mirante Lúcia Almeida

Fotos – Clóvis Miranda e João Viana/Semcom

Novo point e um dos locais mais instagramáveis da capital, o mirante Lúcia Almeida, recém-inaugurado pela Prefeitura de Manaus dentro das obras do “Nosso Centro”, passa a ter um horário único de funcionamento para todas suas operações: de 7h até 0h, de segunda-feira a domingo.

O horário foi definido a partir da Portaria 080/2024, do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), considerando a necessidade de ordenar a gestão do espaço público.

Conforme o documento, não será permitida a entrada de pessoas fora do horário estabelecido. Hoje, com oito operações comerciais em funcionamento, os permissionários poderão encerrar suas atividades internas até 1h30. O decreto também redefine que as manutenções necessárias, durante a madrugada, devem ser comunicadas previamente à gestão do mirante.

Considerando a grande procura pelo espaço e as diversas manifestações culturais e artísticas realizadas no ambiente, o decreto determina ainda que só será permitido o uso de música ao vivo no formato acústico, voz e violão, mediante autorização prévia da administração.

E quanto ao volume do som usado, tanto na versão ao vivo quanto nas gravadas, deverão permanecer em um nível acústico que atenda exclusivamente o espaço usado pelo permissionário, sem conflito ou perturbação com o som dos demais empreendimentos.

Estrutura

Com seus quatro andares e mais de 5 mil metros de área construída, a população que for visitar e conhecer as novas obras de reabilitação do centro histórico, realizadas pela Prefeitura de Manaus, na avenida 7 de Setembro, contará com uma série de serviços e operações comerciais para atender ao público.

A inauguração do complexo mirante Lúcia Almeida e do largo de São Vicente aconteceu no dia 4 de abril. Hoje, o espaço conta com oito operações comerciais, desde café da manhã até lanches, restaurantes, sorveteria e drinks.

O projeto arquitetônico é do Implurb e os recursos investidos são da Prefeitura, com mais de R$ 60 milhões – incluindo o casarão Thiago de Mello e o píer turístico.

“São projetos impactantes para a cidade de Manaus, que o prefeito David Almeida fez a entregando com enorme felicidade e realização, e que já são sucesso de público. Essas obras reabilitaram espaços públicos antes abandonados, melhorando a qualidade de vida, turismo, lazer, esporte, cultura e bem-estar, além de aumentar a autoestima da população”, disse o diretor-presidente do Implurb, Carlos Valente. 

Ocupação

A prefeitura promove a ocupação não só artística, cultural e pública do mirante, mas também comercial, tendo licitado diversas operações para a diversificação do novo espaço. A base do “Nosso Centro” envolve ações de economia, turismo, história, empreendedorismo, cultura, arte e habitação, com três etapas de implantação.

A partir de concorrência pública, o mirante já conta com permissionários, empresários, empreendedores e comerciantes, em ocupação em lojas, quiosques, lanches e restaurantes.

O Largo

O largo de São Vicente tem mais de 3,5 mil metros quadrados, uma área construída do zero, com piso acessível e calçadas em pedra São Thomé. No Largo ainda tem um espaço exclusivo para os animais de estimação, um playpet, em área sombreada e debaixo de árvores para momentos de lazer com seus donos e tutores.

E sem parar o trabalho, a prefeitura reabilitou o espaço antes ocioso, vazio, abandonado e até insalubre, dando uma nova visibilidade, função e vivacidade, construindo áreas públicas com acessibilidade e equipamentos urbanos únicos para Manaus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui