Início Educação Professor de escola pública do DF é afastado após pedir redação sobre...

Professor de escola pública do DF é afastado após pedir redação sobre ‘sexo oral e anal’ a alunos do 6º ano

Um professor de português da rede pública do Distrito Federal foi afastado após dar uma aula sobre sexo, na última quarta-feira (13). Ele usou expressões de sexo explícito para alunos de 12 anos, do 6º ano do Centro de Ensino Fundamental (CEF) 104, da Asa Norte.

O educador pediu para que os estudantes elaborassem uma redação sobre “sexo oral e anal”. Ele usou o quadro para escrever as palavras debatidas ao propôr o trabalho para os estudantes.

A Secretaria de Educação do DF informou que o professor é temporário e que ele foi mandado embora. Já o professor Wendel Santana, de 25 anos, reconheceu que escreveu expressões de conotação sexual no quadro da escola e disse que a ideia era mostrar a diferença entre maneiras formais e informais de falar sobre sexo.

As crianças fotografaram o conteúdo escrito pelo docente na lousa e gravaram áudios durante a aula. A corretora de seguros Vanessa Damares, mãe de um dos estudantes, disse que ficou chocada com o conteúdo apresentado pelo professor.

Já a administradora Adriana Sarino contou que o filho não conhecia as expressões antes do educador apresentá-las em sala. “Fiquei perplexa porque o meu filho só tem 12 anos e dessas palavras quase nenhuma ele conhecia ainda”, afirmou a mãe.

O diretor do CEF 104 e, pelo menos, cinco famílias registraram queixa contra o professor na Polícia Civil.

O que diz o professor?

O professor Wendel Santana diz que “não recebeu treinamento adequado”. Segundo ele, não houve qualquer instrução por parte da escola e o que propôs foi um exercício de linguagem.

“A linguagem que eles trazem pra mim é uma linguagem totalmente informal. Foi isso que eu vi. O exercício que eu propus foi trazer essa informação de linguagem informal e adaptá-la para uma linguagem formal, que é a linguagem da educação de fato”, afirmou Wendel.

A Secretaria de Educação do Distrito Federal disse que vai rescindir o contrato do professor, que é temporário. “As autoridades policiais já foram comunicadas pela direção da escola e os estudantes receberão o devido apoio do Serviço de Orientação Educacional”, informou a pasta.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

LEIA TAMBÉM

 5 vítimas da matança em uma residência no Nova Cidade foram velada em uma...

Momentos de dor e desespero tomaram conta, na tarde deste domingo (17), do velório das cinco pessoas mortas na chacina ocorrida na noite deste...

 Impeachment do Ministro que ama soltar bandidos esta pronto para ser encaminhado ao senado

O advogado Modesto Carvalhosa afirmou nesta quinta-feira, 7, que vai ingressar no Senado com pedido de impeachment contra o ministro Gilmar Mendes (conhecido como papai noel dos bandidos), do Supremo Tribunal Federal,...

 Platiny faz homenagem a Projeto de Inclusão Social do TCE e ADEFA

AMAZONAS - Autor da Sessão Especial em homenagem ao Projeto de Inclusão Social de parceria da Associação de Deficientes Físicos do Amazonas (ADEFA) e...

´Cem por cento só confio no meu pai e na minha mãe`, diz Bolsonaro...

O presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira que o ministro extraordinário da transição, Onyx Lorenzoni, é a melhor pessoa para responder sobre a suspeita de que...

¨Confira os detalhes na imagem do apto de pobre do petralha¨- Lula (O Honesto)

BRASIL - Um dos imóveis, um triplex de 215 metros quadrados, pertence à família do ex-presidente Lula. O empreendimento conta com três quartos, cinco banheiros,...
.