Professores de Educação Física da rede estadual discutem nova Base Nacional Comum Curricular

Professores de Educação Física das zonas norte e leste de Manaus participaram, na manhã desta segunda-feira (10/02), no Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti) Elisa Bessa Freire, da palestra “Educação Física no Referencial Curricular Amazonense”. A atividade, que faz parte da segunda edição do programa “Muda Manaus”, visa apresentar os principais conceitos da nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e do Referencial Curricular Amazonense (RCA) aos professores da modalidade, além de propor opções para inserção destes métodos dentro da sala de aula.

A representante da Coordenação de Educação Física e Artes da Secretaria de Estado de Educação e Desporto, Ralcilandia Oliveira, explica que o intuito do bate-papo é apresentar, em caráter introdutório, as oito dimensões do conhecimento que devem ser aplicadas junto aos alunos.

“Algumas práticas já eram realizadas pelos professores, porém, de forma esporádica. Com isso, um dos pontos propostos pelo RCA e BNCC é que tais atividades façam parte do planejamento pedagógico das unidades escolares, de forma que este plano seja inserido nas práticas dos alunos, estimulando-os a desenvolver as potencialidades e os limites do corpo, entendendo a importância de uma vida ativa e a manutenção da saúde”, contou Ralcilandia.

Ela enfatiza ainda que a intenção é que os estudantes experimentem novas brincadeiras, esportes, danças, lutas, ginásticas e práticas corporais de aventura. “Estas novas experiências devem ser desafiadoras para os alunos, causando um impacto social ou cultural em suas vivências”, acrescenta.

Inovação – Entre as competências da nova BNCC, está a utilização de diferentes linguagens (verbal, corporal, sonora e digital) para produzir e compartilhar conhecimento. Com isso em mente, a professora Inara Frota, do Centro Educacional de Tempo Integral (Ceti) Sergio Alfredo Pessoa Figueiredo, desenvolve atividades com jogos eletrônicos – a fim de aproximar os estudantes a métodos diferenciais.

“A nossa escola já vinha trabalhando outras formas de ensino com a proposta de incentivar o aluno a compreender, utilizar e criar tecnologias digitais nas diversas atividades exercidas em seu dia a dia, dentro e fora de sala de aula”, conclui Inara.

Já o professor César Freitas, da Escola Estadual Antonio Maurity Monteiro Coelho, afirma que a BNCC traz uma perspectiva de inovação e, mesmo que algumas atividades já estejam sendo exercidas, alguns conceitos deverão passar por um processo de adaptação.

“Sem dúvida alguma, nós necessitaremos de um período de adaptação em algumas competências que a BNCC apresenta. Porém, no geral, a sensação é de uma melhora significativa para toda a rede estadual, visto que o nosso principal foco é o avanço na qualidade de ensino”, disse César.

Sobre o ‘Muda Manaus’ – Lançado pelo Governo do Amazonas em dezembro de 2019, o programa tem como objetivo reduzir a vulnerabilidade social e melhorar a qualidade de vida da população na capital do Estado. Em sua segunda edição, o “Muda Manaus” contemplará a comunidade do Jorge Teixeira.

.

.

.

Fotos: Eduardo Cavalcante

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here