Grupo político reprova empréstimo de R$ 35 milhões feito pelo Flamengo e emite nota de esclarecimento

Rodolfo Landim, presidente do Flamengo - clube envolve-se em polêmica no Brasileiro Foto: Divulgação/Flamengo / Estadão Conteúdo

O Conselho de Administração do Flamengo aprovou na última quinta-feira (11), a captação de empréstimo no valor de R$ 35 milhões.

O grupo Sócios Pelo Flamengo, oposição a atual direção, revelou através de nota que votou contra na reunião. Segundo eles, a decisão se deu porque não houve a readequação financeira após as alterações que ocorreram no orçamento aprovado em 2020 para este ano.

Uma das alterações que houve no orçamento do clube foi o adiamento do pagamento das dívidas bancárias. Previsto inicialmente para este ano, ficou para 2022. Vale destacar que além dos R$ 35 milhões aprovados, o Mais Querido tem um saldo devedor de R$ 35 milhões, referentes a 2020.

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA DO GRUPO SÓCIOS PELO FLAMENGO:

“Na noite de ontem (11.02), o SóFLA votou contra a aprovação de novos empréstimos, sem imediata readequação orçamentária por conta de alterações significativas que se deram apenas 45 dias depois de aprovado o orçamento.

Essas alterações vão contra as questionadas premissas da versão orçamentária original. Descoladas da realidade. Não achamos prudente a proposta do CoDi de enviar uma simples readequação apenas no meio do ano de 2021, quatro meses após essa solicitação não contemplada o orçamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here