O começo arrasador do Golden State Warriors liderado por cestas em sequência de Kevin Durant dava pistas de que o atual campeão iria se salvar do jogo 5 e estender a série para Oakland. No entanto, KD, que não atuava desde 8 de maio quando se contundiu, sentiu a lesão na panturrilha logo no início do segundo quarto. Sem o craque do Golden State, os Raptors cresceram liderados por mais uma atuação monstruosa de Kawhi Leonard.

Ainda assim, o Golden State soube se recuperar com bolas de três de Stephen Curry e Klay Thompson. Curry foi o cestinha com 31 pontos e agora os Raptors lideram a série por 3 a 2.

Logo no primeiro ataque do Golden State, Stephen Curry acertou bela cesta de três. Pois depois de resposta imediata de Marc Gasol com gancho, Curry voltou a pontuar com uma bandeja. Kevin Durant também não demorou a se apresentar para o jogo. Com arremesso de três livre, o craque deixou o placar em 8 a 2 para os Warriors.

Muito marcado, Kawhi Leonard não conseguia espaços para arremessos, e Marc Gasol seguia pontuando, dessa vez com cesta de três. Kevin Durant, em segunda tentativa, fez sua segunda cesta de longe.

Mesmo com ataques certeiros de Kawhi, Siakam e Danny Green, o time visitante dominava o placar apoiado nas cestas de três de Thompson e Curry. Assim, os Warriors abriram 19 a 13 até o primeiro pedido de tempo na quadra.

Na volta, Gasol manteve o forte jogo no garrafão e os Ratpors apertaram a marcação para saídas rápidas no ataque. Em uma dessas transições, Kawhi Leonard conseguiu belíssima bandeja sofrendo a falta. Com o lance livre convertido, o Toronto empatou a partida.

Faltando menos de dois minutos para o fim do primeiro período, Durant levantou a torcida da casa com um air ball em tentativa de jump. Era visível a preocupação em se preservar fisicamente, evitando as infiltrações ao garrafão adversário, mas os chutes de fora iam bem e KD foi o principal responsável pela liderança dos Warriors no placar ao fim do quarto: 34 a 28.

Ambos os times começaram com bom aproveitamento nos arremessos, até que Kevin Durant sentiu a panturrilha machucada e foi para o vestiário. Inicialmente a torcida local vaiou Durant, mas motivado pelo líder local Kyle Lowry, o público aplaudiu a saída o esforço de KD.

Cousins até então no banco, entrou em cena, fez duas cestas seguidas em jogada típica de pivô, um arremesso certeiro de três e os Warriors abriram 46 a 37. DeMarcus Cousins fazia um pouco de tudo em quadra e deu bela assistência para Draymond Green abrir 48 a 37 e forçar Nick Nurse a pedir tempo.

Demarcus até faria mais uma cesta na volta do tempo pedido, mas Lowry conseguiu dar o toco e pontuar em contra-ataque. Não demorou para Curry responder com cesta de três sofrendo a falta, o que abriu a primeira larga vantagem na partida: 52 a 39.

Kawhi tentou apagar o incêndio com rápida cesta, em jump marcado. E na sequência, forçou o jogo em infiltração para receber marcação faltosa de Andre Iguodala. Aos poucos, com boa participação de Gasol e Leonard, o Toronto Raptors diminuiu a diferença para 57 a 54.

A difença no placar poderia ser ainda favorável aos Raptors, se Curry não matasse uma bola de três e conseguisse completar um ataque ao fim do tempo no relógio para Draymond Green pegar o rebote e deixar o jogo com 62 a 56 para os Warriors no intervalo de jogo.

A segunda metade do jogo se iniciou no ritmo dos dos Warriors. Iguodala reabriu os trablhos com bonita cesta depois de giro no garrafão e Klay Thompson acertou bola de três em seguida. A diferença foi para 67 a 56.

Os Raptors sofriam com a forte marcação do Golden State, que isolava Siakam livre, para os erros do ala-pivô do time canadense. No entanto, o Toronto ajustou suas ações ofensivas e depois de cesta de longe de VanVleet e giro de Pascal Siakam perto da cesta, os Raptors encurtaram a distância para 67 a 63. Coube a Curry silenciar a arena em Toronto com resposta imediata em forma de cesta de três.

Sem Kevin Durant, o Golden State apresentava seu estilo do começo da dinastia que começou em 2015: ataques rápidos com chutes certeiros de três. Foi assim que Iguodala deixou o marcador com 75 a 63 para os atuais campeões e Nick Nurse pediu tempo providencial.

Fred VanVleet então respondeu na mesma moeda, ou da mesma distância: Com chutes certeiros de três. Assim, a diferença voltou a diminuir para seis pontos. Os Raptors até conseguiam converter cestas com Lowry, mas Klay Thompson e Stephen Curry não dimiuíram o ritmo nos arremessos de longe e o Golden State foi para o último período com vantagem de 84 a 78.

Começo arrassador dos Raptors deixou a partida em 85 a 82, mas Quinn Cook acertou de três para silenciar a torcida. Faltando pouco mais de nove minutos para o fim, os principais jogadores das duas equipes voltaram à quadra.

Kyle Lowry, que fazia grande partida, acertou arremesso de três marcado. Curry respondeu com bandeja rápida. Na sequência, com assistência de Lowry, Serge Ibaka enterrou para deixar a partida com apenas três pontos de diferença. Kerr então pediu tempo.

Depois de toco de Ibaka na defesa e rebte ofensivo de Kawhi para cesta, o Toronto encostou para 92 a 91. No entanto, Draymond Green fez cesta de três e deu momentâneo alívio aos Warriors. Foi então a vez de Norman Powell fazer a cesta mais bonita do jogo, com uma enterrada de passada começando da linha dos três. A partida foi para 95 a 93 e o técnico do Golden State parou o jogo novamente.

Faltando pouquinho mais de 5 minutos para o fim, Kawhi explodiu o grito no público com duas cestas seguidas, uma de três e outro jump curto, virando o jogo para os Raptors: 98 a 95. O Golden State respondeu com Curry em arremesso de dois pontos, mas Kawhi voltou a acertar de três, abrindo 103 a 97.

Os Warriors foram então frios como são os times com casca de campeão. Klay Thompson matou duas bolas de três e o time visitante conseguiu fazer boas defesas para garantir a vitória por 106 a 105.

SportTV

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here