Diretor-presidente da Fuam cumpre agenda em Brasília

Destaque para a visita ao Departamento de Doenças Crônicas e IST do Ministério da Saúde

O diretor-presidente da Fundação Alfredo da Matta (Fuam), Ronaldo Amazonas, cumpre agenda esta semana, em Brasília. Na capital federal desde a última segunda-feira (16), o gestor tem como prioridade apresentar o “Projeto Apeli – Ação para Eliminação da Hanseníase” a representantes do Departamento de Doenças Crônicas e IST do Ministério da Saúde. Também pretende entregar aos parlamentares amazonenses da Câmara dos Deputados e do Senado Federal projetos importantes para a instituição, com o intuito de pleitear recursos advindos de emendas parlamentares.

Na tarde desta quarta-feira (18), o diretor apresentou o projeto Apeli, no Ministério da Saúde, para explicitar aos gestores o modelo de ações já definidos pela Fuam para a intensificação do monitoramento da Hanseníase nos municípios amazonenses. A Fuam é coordenadora das ações de combate à Hanseníase no Amazonas e o projeto Apeli foi pensado considerando o cenário atual da doença no estado e a importância que a vigilância epidemiológica tem para o seu controle.

A primeira experiência do Apeli foi em setembro de 2019, com a realização do projeto-piloto em Autazes. Para o ano de 2020, o planejamento do Projeto Apeli incluía visitas a municípios considerados prioritários, entretanto, em função da pandemia do novo coronavírus, as ações não puderam ter prosseguimento, devendo ser retomadas no próximo ano.

Emendas parlamentares – Aos deputados federais e senadores amazonenses a visita tem como objetivo apresentar propostas de emendas parlamentares; projetos que foram elaborados pela equipe de planejamento da Fuam, em conjunto com gestores de diferentes setores e levando em consideração as principais demandas institucionais.

Segundo Ronaldo Amazonas, no total, 15 propostas para emendas parlamentares foram elaboradas pela equipe, sendo que 11 delas são destinadas a deputados federais e senadores, projetos que podem envolver cerca de R$ 4,6 milhões, se aprovados. “São projetos que envolvem demandas importantes para a Fundação, cujos valores serão aplicados em ações já bem definidas, visando atender algumas de nossas prioridades”, explica.

Os projetos preveem desde a aquisição de equipamentos hospitalares e mobiliários, aquisição de veículos para o transporte de profissionais em ações de saúde, aquisição de PPS – produtos para saúde – e farmacológicos, até questões mais complexas como instalação de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) e de uma central de gases medicinais para fornecimento e gerenciamento de gases como oxigênio e nitrogênio em uma unidade hospitalar.

A agenda encerra nesta quinta-feira (19), com a conclusão das visitas aos parlamentares.

Emendas parlamentares favoráveis à Fuam – Em 2020, a Fundação Alfredo da Matta foi beneficiada com a aprovação de emendas parlamentares, resultantes de projetos apresentados a parlamentares. Foram cerca de R$ 2,4 milhões acrescidos ao orçamento da instituição, com o objetivo de executar atividades de grande importância, como a digitalização de prontuários eletrônicos e compra de equipamentos de informática, além do custeio de medicamentos e materiais de laboratórios, garantindo o abastecimento destes até o mês de maio de 2021.

O sucesso na aprovação dos projetos se deve à gestão proativa da equipe de planejamento que tem se antecipado às necessidades e principais demandas da instituição e, juntamente com a equipe de gestores, tem elaborado os projetos de forma adequada para que se pleiteiem os recursos necessários.

Fotos: Divulgação/Fuam

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here