UEA promove workshop de acolhida aos docentes nomeados no último concurso

Os 40 novos profissionais da instituição atuarão em 24 cursos de graduação, de oito unidades da UEA instaladas na capital e no interior

“Passei em dois concursos, mas escolhi ser docente desta casa porque além de ser a maior universidade multicampi do Brasil, a UEA será em pouco tempo, a número um em produção científica”, destacou Valter Vilar, durante a realização do Workshop de Acolhida aos professores nomeados pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA). O evento ocorreu nesta quarta-feira (1º), no auditório da Escola Superior de Ciências da Saúde, localizado na avenida Carvalho Leal, 1777, Cachoeirinha.

Na solenidade, o reitor da UEA, Cleinaldo Costa; o vice-reitor, Cleto Leal e os pró-reitores ressaltaram a importância do novo time para os projetos e ações da universidade e detalharam para os docentes o desenvolvimento da UEA ao longo dos 19 anos de existência, além das oportunidades de inserção nos Grupos de Pesquisa, Programas de Pós-Graduação e Extensão da instituição.

“Hoje, o ambiente é de muita felicidade. Quero desejar boas-vindas e dizer que a UEA está presente em 61 municípios do estado do Amazonas, ou seja, em todo o interior e na capital. Não é um esforço pequeno e é nesse esforço, que as senhoras e os senhores estão adentrando, legitimamente, todos nomeados. A partir de agora, vocês são UEA até o final da vida”, disse Cleinaldo.

Egresso do curso de Medicina da UEA, Sileno de Queiroz, parabenizou a instituição de ensino pelo acolhimento aos docentes e relatou a felicidade de poder voltar para a universidade, desta vez como professor.

“Eu lembro que, no último dia de aula, o coordenador do curso falou que a gente saía do barco e uma hora ele esperava a gente voltar para esse barco. Hoje, eu me sinto voltando para o barco e conto com o apoio de todos os nossos colegas que passaram no concurso para realizarmos um excelente trabalho nesta casa. É muito bom estar novamente aqui”, relatou.

Atuação dos novos docentes – Os 40 novos profissionais da instituição atuarão na Escola Superior de Tecnologia (EST), Escola Superior de Ciências da Saúde (ESA), Escola Superior de Ciências Sociais (ESO), Escola Superior de Artes e Turismo (ESAT), Centro de Estudos Superiores de Tefé (CEST), Centro de Estudos Superiores de Itacoatiara (CESIT), Centro de Estudos Superiores de Tabatinga (CESTB) e Centro de Estudos Superiores de Parintins (CESP).

O novo time estará nos cursos: Controle e Automação; Engenharia Química; Engenharia Elétrica; Engenharia de Materiais; Engenharia Naval; Engenharia Civil Ciclo Básico; Engenharia Mecânica; Medicina; Enfermagem; Educação Física; Licenciatura em Pedagogia; Licenciatura em Física; Licenciatura em Geografia; Licenciatura em Ciências Biológicas; Licenciatura em Letras; Licenciatura em Química; Engenharia Florestal; Licenciatura em Computação; Ciências Econômicas; Ciências Contábeis; Administração; Dança e Teatro.

Concurso – Realizado em 2019, o concurso público para professor de carreira ofereceu 63 vagas, sendo 39 para a capital e 24 para o interior. O concurso incluía três etapas de prova: escrita, didática e de títulos, realizadas pela Comissão Geral de Concurso da UEA, em parceria com a Fundação Vunesp.

As vagas foram distribuídas da seguinte forma: ENS: 6 vagas; ESA: 9 vagas; ESAT: 2 vagas; ESO: 8 vagas; EST: 14 vagas; CESIT: 5 vagas; CESP: 1 vaga; CESTB: 8 vagas; CEST: 10 vagas.

Fotos: Joelma Sanmelo/UEA

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here