Manifestantes pró-Trump invadem Capitólio e Congresso é fechado

O Capitólio dos Estados Unidos foi invadido na tarde desta quarta-feira (6) por manifestantes que apoiam o presidente Donald Trump.

O Congresso americano, que estava em sessão para certificar a vitória de Joe Biden na eleição presidencial, entrou em recesso inesperadamente.

O vice-presidente Mike Pence, que presidia o evento, foi retirado. O plenário da Casa está sendo desocupado e os parlamentares receberam máscaras de gás para deixarem o prédio. Momentos antes, manifestantes teriam sido ouvidos batendo nas portas no andar da Câmara.

A capital americana decretou um toque de recolher a partir das 18h. Policiais federais e locais estão respondendo a chamados de possíveis bombas no Distrito de Columbia. Ainda não é claro se esses dispositivos são reais, mas estão sendo tratados como se fossem.

Os manifestantes se recusam a aceitar o resultado da eleição e conseguiram furar a segurança do prédio e escalar uma estrutura montada para a posse de Joe Biden.

Eles lutaram com policiais em traje de choque completo, alguns chamando os oficiais de “traidores” por fazerem seu trabalho.

O escritório da vice-presidente eleita, Kamala Harris, declarou que não comentará sobre o paradeiro dela, mas que ela está “segura”.

Centenas de agentes da polícia foram mobilizados desde a noite desta terça (5), com a previsão de que apoiadores de Donald Trump convergissem para a capital americana para protestar contra a certificação das eleições.

Trump criticou publicamente Mike Pence, por não ter atuado para impedir a sessão. Ele escreveu no Twitter que seu vice “não teve a coragem de fazer o que deveria ter sido feito”.

Logo depois, ele pediu “paz” pela rede social. “Por favor, apoiem a polícia e a polícia do Capitólio. Eles estão verdadeiramente do lado do nosso país. Mantenham-se em paz!”, publicou.

Mais cedo, ele discursou para manifestantes a poucos quarteirões da Casa Branca e voltou a afirmar, sem provas, que a eleição foi fraudada. “Nós nunca desistiremos, nunca concederemos”, declarou. “Nós pararemos o roubo”.

Com Informações CNN

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here