Personal e instrutora de dança brasileira é achada morta em praia de Portugal

Foi encontrado, na última segunda-feira (11), em uma praia de Portugal, na Europa, o corpo da transexual brasileira Angelita Seixas Alves Correia, de 31 anos, que era natural da cidade de Goiânia (GO) e estava desaparecida desde o último dia 1º de janeiro. As informações são do portal Metrópoles.

Angelita trabalhava como personal trainer e instrutora de dança em Portugal, onde vivia desde 2016. Ela se casou em 2018. No dia 1º de janeiro, afirmou ao marido que iria para a casa de uma amiga, depois não foi mais vista. O corpo dela foi encontrado por um surfista, que acionou a polícia.

No dia do desaparecimento, Angelita gravou uma transmissão ao vivo por meio do Instagram e afirmou que estaria sofrendo ameaças. Ela não revelou, no entanto, quem a estaria ameaçando.

A irmã de Angelita, Suzana Alves Alcântara, mora no Brasil e afirma que tenta contato com as autoridades portuguesas para conseguir mais informações sobre o caso. Suzana também tenta uma autorização de viagem, já que as fronteiras do país estão fechadas devido à pandemia da Covid-19.

Com informações do portal Metrópoles

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here