Imagem: Ronaldo Aleixo - Obra da ponte parada

Moradores e empresários do Rio Preto da Eva denunciaram ao Portal Chumbo Grosso, o descaso do IPAAM e crime ambiental da prefeitura em obra parada e não licenciada da ponte.

A Ponte fica localizada no Ramal do Alto Rio, Km 2, próximo ao Balneário Paraíso do Manôa, segundo os moradores e empresários locais as obras iniciaram no dia 02 de novembro pela construtora Rio Piorini e até o momento estão paradas.

Imagem: Ronaldo Aleixo – Balneário do Manôa totalmente enlameado devido a obra

Crime Ambiental

A obra de responsabilidade da Construtora Rio Piorini, não possui placa informando os valores e nem a autorização do IPAAM, já que o local e de preservação ambiental. Com a paralização o barro da estrada está caindo para o rio, transformando em córrego de lama, impossibilitando os banhistas e turistas utilizarem o mesmo. A lama já chegou a todos os balneários vizinhos e no principal ponto de turismo da cidade, o Balneário Municipal de Rio Preto da Eva e pode prejudicar as diversas espécies de peixes que desovam no local.

O empresário Valcimar da Silva Costa, locatário do Balneário Paraíso disse ao Portal que os piqueniques chegam ao local e retornam devido a impossibilidade de se tomar banho, e que o rio virou um lamaçal. Valcimar completou dizendo que paga R$ 3 mil reais mensal de aluguel e está amargando um verdadeiro prejuízo e que já tomou previdências judicias.

Descaso do Prefeito

O empresário Valcimar procurou o prefeito Anderson Souza mais o eleito pelo povo disse a ele, que não tem nada haver com a obra.

Descaso do IPAAM

Segundo os moradores e empresários do local o IPAAM só serve para perseguir e impedir o progresso do local, já que órgão não está fiscalizando a obra e nem os crimes cometidos pela mesma. A perseguição segundo eles se dá quando os mesmos utilizam a madeira local ou bombas para puxar areia, que são utilizadas nos balneários locais e sítios, ai sim o IPAAM aparece rápido.

Imagem: Ronaldo Aleixo – Restaurante praticamente sem nenhum cliente devido a poluição do rio com lama

São atribuições do IPAAM

Fiscalizar empreendimentos/atividades não licenciadas definida em função das denúncias recebidas pelo IPAAM, Requisições do Ministério Público / Poder Judiciário, IBAMA e áreas críticas de desmatamento e queimadas, detectadas pelo laboratório de geoprocessamento através de sensores multiespectrais e as Unidades de Conservação de Administração Estadual.

A execução da política estadual de meio ambiente é de responsabilidade do IPAAM e compreende o controle ambiental dos empreendimentos e/ou atividades utilizadoras de recursos naturais, consideradas efetiva ou potencialmente poluidoras ou degradadoras do meio ambiente.

A fiscalização e o monitoramento são procedimentos que têm como objetivos a adoção de ações preventivas e corretivas visando à proteção do meio ambiente.

A reportagem ligou para o Engenheiro Antonio (Responsável pela Obra) no numero (092) xxxx-4161 mais o mesmo não atendeu.

Reportagem Ronaldo Aleixo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here