Amazonas recebe apoio de outros estados brasileiros para atender pacientes com Covid-19

Uma rede solidária composta por diversos estados do Brasil tem viabilizado o atendimento a pacientes do Amazonas acometidos pela Covid-19. O apoio é uma resposta ao ofício encaminhado pelo governador Wilson Lima a todos os chefes de estado do País, no último dia 10 de janeiro, solicitando auxílio diante da crise sem precedentes pela qual passa o Amazonas, ocasionada pela pandemia do coronavírus. As unidades de saúde de Manaus estão sobrecarregadas e sofrem com a escassez de oxigênio devido ao aumento da demanda nos últimos 15 dias.

Governadores de estados como Pará, Rio Grande do Norte, Ceará, Espírito Santo, Alagoas, Maranhão, Pernambuco e Paraíba já se dispuseram a atender pacientes amazonenses em leitos de suas unidades de saúde e também por meio da disponibilização de oxigênio.

“Quero agradecer a esses governadores que, num gesto humanitário, estão estendendo a mão para que os nossos irmãos possam ser acolhidos nessas regiões e tenham o apoio necessário”, disse o governador Wilson Lima, durante live transmitida pelas redes sociais do Governo do Amazonas nesta quinta-feira (14/01).

Os governadores confirmaram o apoio ao Amazonas por meio das redes sociais. “Toda a minha solidariedade aos irmãos amazonenses, nesse momento difícil”, disse o governador do Pará, Helder Barbalho, que disponibilizou 30 leitos para pacientes oriundos do Amazonas, na capital, Belém.

“Estamos solidários e à disposição, a exemplo de outros estados, a ajudar os irmãos amazonenses”, ressaltou Fátima Bezerra, governadora do Rio Grande do Norte.

O governador do Ceará, Camilo Santana, afirmou que ligou para o governador Wilson Lima, colocando o estado à disposição para ajudar no que estiver ao alcance. “Inclusive quanto à questão da falta de oxigênio, para atender a pacientes com Covid em estado grave. Este é um momento de estarmos todos cada vez mais unidos na luta para salvar vidas”, destacou Santana.

O estado do Espírito Santo disponibilizou 30 vagas de UTI Covid para atender pacientes do Amazonas. Alagoas cedeu 35 leitos para pacientes do Amazonas, sendo 10 Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e 25 leitos clínicos. “Alagoanos têm solidariedade e espírito colaborativo. Vamos juntos vencer esse vírus”, enfatizou o governador Renan Filho.

Carlos Brandão, vice-governador do Maranhão, disse que o estado vai receber pacientes de Manaus que serão internados no Hospital Universitário. “Já estamos preparados para a chegada, prontos para ajudar”, observou Brandão.

O governador Paulo Câmara, de Pernambuco, também garantiu ajuda. “Coloquei o estado de Pernambuco à disposição dos cidadãos amazonenses, nesse momento tão difícil. Faremos tudo que esteja ao nosso alcance para ajudar os irmãos do Amazonas a superar esse momento crítico da pandemia”, afirmou.

João Azevêdo, governador da Paraíba, destacou que a união é importante para salvar vidas. “Não poderíamos deixar de prestar esse gesto de humanidade, de solidariedade. Precisamos vencer juntos esse inimigo que tem causado tanta dor”, frisou.

Além dos estados brasileiros, o governo da Venezuela também se dispôs a enviar oxigênio para o Amazonas. “Por instrução do presidente Nicolás Maduro, conversamos com o governador do Estado do Amazonas, Wilson Lima, para colocar imediatamente à sua disposição o oxigênio necessário para atender a emergência sanitária em Manaus. Solidariedade latino-americana acima de tudo!” anunciou o ministro da Relações Exteriores, Jorge Arreaza, nas redes sociais.

Transferência de pacientes – Nove pacientes que estavam internados nas unidades da rede pública estadual foram transferidos, na manhã desta sexta-feira (15/01), para continuar o tratamento em Teresina, no Piauí. O grupo foi o primeiro dos 235 que serão enviados para cinco estados brasileiros.

O transporte aéreo foi feito pela Força Aérea Brasileira (FAB), que tem atuado na força-tarefa ao lado do Governo do Estado e Ministério da Saúde (MS) no enfrentamento à Covid-19. Os pacientes saíram dos Hospitais e Prontos-Socorros (HPS) 28 de Agosto e Platão Araújo para receber atendimento no Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí (UFPI), em Teresina. Um segundo grupo de 15 pacientes deve ser encaminhado para São Luís, no Maranhão, também nesta sexta-feira.

Apoio – O Governo do Amazonas encaminhou, no último dia 10 de janeiro, ofício a todos os estados da Federação solicitando apoio e disponibilização de estoques de oxigênio. O documento, direcionado aos governadores do Brasil, relatou a alta demanda por oxigênio de uso hospitalar, principalmente no tratamento dos problemas respiratórios relacionados à Covid-19.

No ofício, o Amazonas solicitou que fosse observado o princípio da mútua cooperação que deve existir entre os entes federados, de modo a contribuir para mitigar os efeitos da pandemia e salvar vidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here