Sessão na Assembleia homenageia os 50 anos da Fundação Cecon

Nas últimas décadas, o hospital avançou em infraestrutura e corpo técnico

FOTOS: Divulgação/FCecon

Único hospital público para o tratamento de câncer no Amazonas, a Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado (FCecon) foi homenageada, nesta quarta-feira (26/06), em sessão especial, na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), pelos 50 anos de criação da instituição.

A sessão especial na Aleam foi proposta pelo deputado estadual Delegado Péricles e reuniu servidores e pacientes da FCecon, e representantes dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário.

A secretária executiva de Assistência, Liege Rodrigues, esteve presente no evento representando a secretária de Estado de Saúde (SES-AM), Nayara Maksoud.

Referência

A unidade hospitalar foi criada em 25 de junho de 1974, como Centro de Oncologia (Cecon). Em 1989, foi transformada em Fundação Cecon, para ser um centro de tratamento oncológico no Amazonas.

Em 50 anos, a instituição saiu de 20 para 112 leitos; um aparelho de cobaltoterapia para dois aceleradores lineares e um equipamento de braquiterapia para o tratamento de radioterapia; centro cirúrgico com nove salas; parques de imagens e de exames endoscópicos; além de atender, em média, 130 pacientes na quimioterapia diariamente.

“Quando se olha para trás, vemos que a FCecon avançou em infraestrutura, corpo técnico e em demanda de pacientes. Agradecemos o empenho e profissionalismo de cada servidor nesses 50 anos e a parceria de todos que atuam na luta contra o câncer, como os parlamentares, as ONGs e a sociedade”, disse o diretor-presidente da FCecon, Gerson Mourão.

Homenagem

A direção da instituição recebeu uma placa pelos serviços prestados à população e 26 servidores foram homenageados com certificados.

A técnica de enfermagem Marcilene Rodrigues foi uma das servidoras homenageadas. Ela trabalha há 18 anos no hospital e foi incentivada pelo pai, que foi paciente da FCecon, a atuar na área de enfermagem.

“Esta homenagem foi muito importante para valorização dos servidores que atuam na ponta. Já atuei na assistência e hoje atuo na CCIH (Comissão de Controle de Infecção Hospitalar) e tenho uma visão ampla da importância da FCecon. É uma grande escola”, disse.

A instituição

Em média, a FCecon abre, por ano, 5 mil novos prontuários para pacientes na busca pelo tratamento oncológico, que conta com cirurgia, quimioterapia, radioterapia e cuidados paliativos.

Em 2023, a fundação realizou 1,2 milhão de procedimentos em serviços ambulatoriais e 33,5 mil procedimentos hospitalares.

O hospital possui uma equipe de especialistas aptos para desenvolver procedimentos de alta complexidade, atendendo pacientes do Amazonas, Pará, Roraima e de países vizinhos.

Além dos serviços médicos, a FCecon desenvolve pesquisas ligadas à Oncologia e o ensino a estudantes e servidores da área da saúde, buscando melhorias na assistência prestada aos pacientes oncológicos.

A prevenção ao câncer também está presente na instituição, com as campanhas Março Lilás, Outubro Rosa e Novembro Azul, e atividades e treinamentos para profissionais de saúde dos municípios acerca do controle do tabagismo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui