UEA inicia formatura antecipada de 108 alunos de Farmácia, Enfermagem e Medicina

A Universidade do Estado do Amazonas (UEA) iniciou, nesta sexta-feira (17/04), a colação de grau antecipada de 108 formandos dos cursos de saúde que irão reforçar o atendimento nas unidades públicas durante a pandemia de Covid-19.

As cerimônias estão sendo realizadas de forma individual e simultânea em oito salas da Escola Superior de Ciências da Saúde. No primeiro dia, 16 alunos de Farmácia e 17 de Enfermagem fizeram o juramento e receberam o diploma. Entre este sábado (18) e a próxima segunda-feira (20), será a vez de 75 formandos de Medicina.

Segundo a pró-reitora de Ensino de Graduação da UEA, Kelly Souza, os médicos, enfermeiros e farmacêuticos serão absorvidos pela rede pública e ficarão à disposição das secretarias estadual e municipal de Saúde (Susam e Semsa) por 180 dias, conforme a Resolução nº 07/2020. Após esse período, os alunos poderão acrescentar o tempo de experiência ao histórico escolar.

“Eu tenho muito orgulho de sempre dizer nas colações de grau que a Universidade do Estado do Amazonas entrega sempre os melhores profissionais para a sociedade, e, nesse momento, não é diferente, mesmo eles ainda não tendo completado os 100% da matriz curricular dos seus cursos nós temos certeza que a universidade está entregando os melhores profissionais para o mercado de trabalho. E tanto na Farmácia, quanto na Enfermagem e na Medicina eles vão ser peças fundamentais nesse momento de crise”, afirmou a pró-reitora.

Novas profissionais – Depois de receber o diploma de Enfermagem, a jovem Andreza Dantas, de 25 anos, afirmou que encara esse momento como uma verdadeira missão. “A gente imaginava que fosse diferente. A intenção era que fosse em agosto. Para mim só faltavam 15 plantões, então só faltavam 15 dias trabalhados. A gente decidiu antecipar para ajudar os profissionais de saúde a atuar no combate ao coronavírus e outras doenças que vierem a aparecer. Nós fomos bem treinados e capacitados durante esses cinco anos e nos sentimos preparados”.

A nova farmacêutica Gabriela Printes, de 22 anos, chegou a se emocionar durante a sua colação, que não pôde ser acompanhada pela família. “Está sendo um desafio muito grande para nós, mas, ao mesmo tempo, é uma oportunidade de a gente exercer tudo o que aprendeu, promovendo a saúde e, ao mesmo tempo, também levando esperança para os nossos familiares e para as pessoas de alguma forma”, declarou.

Norma federal – A antecipação das formaturas foi possível graças à Medida Provisória nº 934, de 1º de abril de 2020, que autorizou as Instituições de Ensino Superior a abreviar a duração dos cursos de Medicina, Farmácia, Enfermagem e Fisioterapia, excepcionalmente para enfrentamento da pandemia de Covid-19. O requisito é que o estudante tenha cumprido a carga horária mínima de 75% do estágio curricular obrigatório ou do internato.

.

.

.

Fotos: Arthur Castro

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here