Governador Wilson Lima convoca 227 aprovados no concurso do Idam

Foto: Diego Peres/Secom

O governador Wilson Lima assinou, nesta quarta-feira (21/10), no auditório da Secretaria de Produção Rural (Sepror), no Japiim, o decreto de nomeação dos 227 aprovados no concurso do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), realizado em 2018.

Os profissionais atuarão nos 62 municípios do Amazonas e serão lotados, conforme o polo de aprovação, em uma das 66 unidades locais do Idam na capital e no interior do estado.

Foram chamados os aprovados dos níveis Fundamental, Médio e Superior, para os cargos de engenheiro, médico veterinário, assistente social, técnico de nível superior, técnico em agropecuária, técnico extensionista social, assistente técnico, motorista e motorista fluvial.

“Nós damos aqui um passo importante e destacamos dois aspectos: primeiro, o reconhecimento a esses concursados que se dedicaram para serem aprovados no certame; e também nós entregamos ao setor primário mais mão de obra, são 227 técnicos para garantir assistência técnica. A maioria deles irá para o interior, outra parte irá ficar aqui na capital”, destacou o governador.

Segundo Wilson Lima, a convocação é resultado do compromisso do Governo do Amazonas com o setor primário, fundamental para a economia do estado durante a pandemia.

“Tudo isso demonstra o compromisso que nós temos com esse setor, entendendo que ele é fundamental nesse momento de retomada das atividades econômicas. Enquanto vários estados estão demitindo, cortando salários, nós estamos reconhecendo o trabalho desses profissionais, resultado de um planejamento que a gente teve e também do compromisso que a gente tem com essas pessoas e com a coisa pública”, acrescentou.

Assistência técnica – Autarquia vinculada ao Sistema Sepror, o Idam tem como finalidade a supervisão, coordenação e execução de atividades de assistência técnica e extensão rural, no âmbito das políticas e estratégias dos governos federal e estadual para os setores agropecuário, florestal, pesqueiro e agroindustrial.

Segundo o diretor-presidente do Idam, Valdenor Cardoso, cerca de 85% dos novos servidores atuarão no interior e 15% na capital, sendo fundamentais para reforçar as políticas estaduais de promoção humana e desenvolvimento no meio rural.

“Esse pessoal será a nossa força-tarefa lá na infantaria de combate à pobreza e promoção humana, que é um ato singular na história da economia rural do Amazonas, na história da gestão pública do setor primário do Amazonas, na história do Idam, um ato ímpar que o governador Wilson Lima teve a coragem e a iniciativa de promover, que é o chamamento dos concursados”, ressaltou.

Para o engenheiro agrônomo Thiago Rocha, que representou os concursados na solenidade de convocação, os profissionais que entrarão na Idam a partir de agora vão fortalecer ainda mais o setor primário do Amazonas.

“Eles chegam para fortalecer o órgão que é o Idam, que precisa muito de nova força de trabalho para trabalhar em prol da qualidade de vida dos agricultores do estado, tendo como ferramenta a extensão rural, a assistência técnica”, disse ele.

Protocolos – O Idam instaurou uma comissão para tratar dos procedimentos necessários para a posse dos novos servidores. A comissão trabalha na elaboração de um calendário de posse seguindo todas as recomendações sanitárias, conforme protocolos estabelecidos em função da pandemia da Covid-19, bem como do curso de capacitação para que cada servidor seja lotado em uma das unidades locais do Idam.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here