Desde o início da semana, o ciclopatrulhamento da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) foi reforçado e passou a atuar no Parque dos Bilhares, na zona sul de Manaus. Empregado no centro da cidade e no Complexo Turístico da Ponta Negra, na zona oeste, o modelo de patrulhamento em bicicletas permite maior agilidade e rapidez na prevenção de crimes e no atendimento de ocorrências.

A partir deste mês de março, o patrulhamento em bikes também ocorrerá, conforme demanda, no Passeio do Mindu e no CSU do Parque Dez, na zona centro-sul, e na Vila Olímpica, na zona centro-oeste. Para o reforço, os policiais foram qualificados. O 3º Estágio Básico de Ciclopatrulha (Esbac) realizado pelo ciclopatrulhamento começou em fevereiro. Vinte policiais militares foram capacitados para combater o crime em bicicletas.

A medida segue determinação do secretário de Segurança, coronel Louismar Bonates, de reforçar o policiamento em todas as zonas da capital. Com a preparação do novo efetivo, a PM passará a contar com 40 policiais preparados para atuar como ciclopatrulheiros.

“Vamos passar a atender locais específicos, de acordo com a mancha criminal, como o Parque dos Bilhares, que há algum tempo vem sendo alvo dos meliantes e agora vai ser o alvo da polícia. Iremos atuar no local e dominar a situação”, explicou o comandante da ciclopatrulha, capitão Roberto Vieira.

Para o cabo Herman Santos, que atua como instrutor da ciclopatrulha, a modalidade é fundamental para adentrar em locais onde não é possível o tráfego de viaturas.

“O ciclopatrulhamento é diferenciado porque, além de ser versátil, é um policiamento que não faz barulho ao se aproximar do local da ocorrência, traz benefícios físicos aos policiais e consegue chegar mais rapidamente onde viaturas não consegue adentrar, transpondo obstáculos e percorrendo terrenos acidentados”, disse.

Treinamento – “Os primeiros estágios duraram 77 horas. Todavia, nesta 3ª turma a carga horária foi de 111 horas com instrução com quadriciclo, além de instruções de tiro, de técnica de abordagem, embarque e desembarque, policiamento comunitário, instrumentos de menor potencial ofensivo (gás lacrimogênio, spray de pimenta, dentre outros), proteção pessoal bem como técnicas de manutenção da bicicleta”, explicou o comandante Roberto Vieira.

A ciclopatrulha da PM foi criada em abril de 2017 com objetivo de garantir o policiamento ostensivo, com policiais militares em bicicletas, em locais de difícil acesso, onde não há tráfego de veículos e há necessidade de deslocamento rápido.

Inicialmente, o ciclopatrulhamento foi implantado no Centro da cidade, em apoio à Polícia Turística, e foi estendido ao Complexo Turístico da Praia da Ponta Negra, na zona oeste.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here