Em Apuí, PC-AM e PMAM prendem homem que obrigava o enteado a realizar trabalhos rurais

A vítima limpava o curral dos porcos e os tratava, e se caso não cumprisse com as tarefas, era agredida fisicamente

Foto: Divulgação / PC-AM

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da 71ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), de Apuí (a 453 quilômetros de Manaus), em conjunto com a Polícia Militar do Amazonas (PMAM), prendeu em flagrante, na terça-feira (26/06), um homem, 38, por maus tratos contra sua enteada de 9 anos. A prisão ocorreu na zona rural do município.

Conforme o delegado Wellington Lucas Militão, da 71ª DIP, a equipe policial tomou conhecimento do crime após a gestão da escola, onde a criança estuda, denunciar o caso. Ela apresentava hematomas por todo o corpo e falta higienização adequada.

“O Conselho Tutelar do município também foi acionado para acompanhar o caso, e de pronto, instauramos um Inquérito Policial (IP) para apurar o que estava acontecendo. Também solicitamos exame de corpo de delito na vítima que constataram as lesões sofridas”, disse.

Segundo o delegado, as investigações apontaram que a vítima trabalhava antes do colégio, limpando o curral dos porcos e os tratando, e se caso não cumprisse com as tarefas, ela era agredida fisicamente pelo autor.

“Antes de sair em diligências para prender o indivíduo, soubemos que na segunda-feira (24/06), a vítima não compareceu no ambiente escolar porque não conseguiu terminar o trabalho a tempo, e acabou perdendo o ônibus escolar”, falou.

Ainda de acordo com o delegado, diante de todas as circunstâncias apresentadas e, também, devido à gravidade dos fatos, as equipes das Polícias Civil e Militar foram à residência da vítima e efetuaram a prisão em flagrante do infrator.

“A genitora da vítima também tinha conhecimento da ação e apoiava o companheiro, por isso ela responderá por falta de comunicação de violência contra criança e adolescente”, explicou.

O homem responderá por maus tratos e ficará à disposição da Justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui