Polícia Civil do Amazonas prende homem condenado a 20 anos de reclusão por estuprar a enteada

Crime ocorreu em 2012, quando a vítima tinha 12 anos

Foto: Erlon Rodrigues / PC-AM

Policiais civis da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) prenderam, na quarta-feira (03/04), um homem, 40, condenado a 20 anos de prisão em regime fechado por estupro de vulnerável, praticado contra sua enteada de 12 anos. O crime ocorreu em 2012, em Manaus.

Conforme a delegada Joyce Coelho, titular da Depca, o indivíduo era padrasto da vítima na época em que a ação criminosa ocorreu. Ele aproveitava os momentos em que ficava a sós com a adolescente para consumar o ato criminoso. Os abusos aconteceram até 2014, quando a vítima tinha 14 anos.

“As violências sexuais só encerraram quando os irmãos da adolescente flagraram o autor cometendo o crime. De imediato, eles contaram à mãe dela, que procurou à delegacia e registrou o Boletim de Ocorrência (BO)”, informou Joyce.

Segundo a autoridade policial, em escuta especial, a vítima contou que não havia relatado para a mãe pois tinha medo do que o padrasto poderia fazer com ela e sua família.

Ao decorrer do processo, o Poder Judiciário decretou o mandado de prisão em razão de sentença condenatória do indivíduo. Após constante investigação, ele foi localizado e preso na rua São Luiz, bairro Lago Azul, zona norte.

Ele foi condenado a 20 anos de prisão em regime fechado por estupro de vulnerável e ficará à disposição da Justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui