Festival de Parintins 2024: no Dia do Orgulho LGBTQIAPN+, bois Boiola e Rasgadinho celebram a diversidade em ato no Bumbódromo

Ação antecede apresentação dos bumbás Caprichoso e Garantido, sexta-feira (28/06)

Foto: Divulgação / Sejusc

Para celebrar o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIAPN+, os bois Boiola e Rasgadinho, que são símbolos da diversidade em Parintins (a 369 quilômetros de Manaus), participarão de um ato público alusivo à data, no Bumbódromo, pela primeira vez na história, no dia 28 de junho. A participação antecede a primeira noite da disputa entre Caprichoso e Garantido e está marcada para acontecer às 18h30.

O convite para as duas organizações foi feito pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) e da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (SEC). A ação tem o patrocínio da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), que é parceira nas ações da campanha “Boi-bumbá para Todos”, da Sejusc.

Este é o segundo ano que o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIAPN+ é celebrado durante a realização do Festival de Parintins. Em 2023, em alusão à data, os currais dos bois Caprichoso e Garantido hastearam bandeiras da diversidade. Em respeito à rivalidade, os itens tiveram suas cores alteradas: no curral Zeca Xibelão, a parte vermelha da bandeira foi substituída pela tonalidade coral. Na Cidade Garantido, o azul deu vez ao lilás.

Fora essa homenagem, a Sejusc realizou, durante toda a realização do Festival, ações para sensibilizar, informar e prevenir violações de direitos humanos, tendo como um dos focos a população LGBTQIAPN+.

Festa da diversidade

Além de entrar na arena do Bumbódromo com seus itens pela primeira vez, os bois Boiola e Rasgadinho estarão ao lado de Caprichoso e Garantido, que inspiram as festas promovidas pelas duas iniciativas e que são símbolo do folclore parintinense.

Os bois-bumbás Boiola e Rasgadinho, surgiram em 2004 e 2015 respectivamente, levantando a bandeira da causa, destacando também a participação da população LGBTQIAPN+ na realização do Festival Folclórico de Parintins.

Através de paródias, no mês de junho, eles destacam a alegria irreverência com muita músicas e danças, em apresentações que simulam toda a competição entre os bois azul e vermelho, mas com um toque de humor e muitas cores.

O ato inclui, ainda, a Associação de Gays, Lésbicas e Travestis de Parintins – (AGLTPIN), a Aliança Nacional LGBTI, que são parceiras da Sejusc para promoção do ato. Além disso, também irão participar a Rede Gay Latino e a Associação Brasileira de Famílias Homoafetivas (ABRAFH).

Sobre a data

No dia 28 de junho é celebrado o Dia do Orgulho LGBTQIAPN+, sigla que significa: lésbicas, gays, bissexuais, transexuais/transgêneros/travestis, queer, intersexuais, assexuais, entre outros.

O movimento LGBTQIAPN+ é político-social que luta pela representação da diversidade de orientação sexual e dos direitos humanos.

A data é uma homenagem ao episódio que muitos historiadores consideram como o início da luta organizada pelos direitos da população nos países ocidentais.

No dia 28 de junho de 1969, ocorreu em Nova Iorque a Rebelião de Stonewall: uma revolta da comunidade LGBTQIAPN+ contra uma série de invasões da polícia nova-iorquina aos bares frequentados por homossexuais e pessoas trans, que eram presos e alvo de represálias por parte das autoridades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui