Projeto do Corpo de Dança do Amazonas inicia nesta sexta-feira (23/08)

Com o objetivo de oportunizar momentos de cultura e arte para pessoas que estejam em instituições assistenciais, o Corpo de Dança do Amazonas (CDA) inicia, nesta sexta-feira (23/08), o projeto “CDA Visita”. A primeira instituição contemplada será a Casa Mamãe Margarida, que cuida de meninas em situação de vulnerabilidade e risco social, com a apresentação de “Carnaval dos animais”. No sábado (24/08), o mesmo espetáculo será apresentado na Casa Vhida.

O secretário estadual de Cultura, Marcos Apolo Muniz, destaca que o projeto permite levar a magia da arte a mais cidadãos, especialmente para um público que não está habitualmente nos espaços da Secretaria de Estado de Cultura (SEC). “Nós entendemos que as manifestações artísticas e culturais devem estar ao alcance de todos e nos esforçamos para chegar ao maior número possível de pessoas, com apresentações de qualidade, levando entretenimento e cultura”, afirma.

De acordo com Getúlio Lima, diretor do CDA, a ideia é ampliar o acesso às coreografias da companhia, dar visibilidade aos espaços que precisam do apoio da sociedade e possibiliar ao artista a experiência que o envolve no contexto social.

“Após as apresentações faremos uma roda de conversa para que eles conheçam os artistas, pois o público que vamos atingir normalmente não tem acesso às nossas apresentações e porque queremos conhecer mais a realidade deles, para ajudar a dar visibilidade ao trabalho dessas instituições”, comenta Getúlio. “Será também uma oportunidade para que o artista se perceba mais como cidadão, saindo um pouco da rotina, para que se envolva e compreenda mais esse contexto social”, pontua.

Nesta primeira temporada, o CDA visitará também a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Abrigo Moacyr Alves, Fundação Dr. Thomas e Grupo de Apoio à Criança com Câncer (Gacc).

Os espetáculos selecionados para as ações são “Carnaval dos animais”, no qual os bailarinos interpretam a obra de Camille Saint-Saëns, imitando os trejeitos de diversos animais; e “A quem será que se destina?”, que busca promover reflexões sobre a vida e a arte e no qual os bailarinos traduzem a sonoridade e poesia da música “Cajuína”, de Caetano Veloso.

“Foram escolhidos de acordo com o público que vamos atingir: ‘Carnaval dos animais’ para crianças e adolescentes e ‘A quem será que se destina?’ aos adultos. Mas também os que conseguimos adequar aos espaços que as instituições dispõem: auditório, quadra, pátio, refeitório”, observa Getúlio, informando ainda que as apresentações foram adaptadas de acordo com a agenda das entidades.

As instituições interessadas em receber a visita do Corpo de Dança do Amazonas podem solicitar a atividade – para mais informações, basta acessar o Portal Cultura Amazonas ou a fanpage da SEC no Facebook (facebook.com/culturadoam).

*Outros projetos* – O CDA conta ainda com mais dois projetos ativos: “CDA de portas abertas” e “Dança, arte e escola: Espetáculo didático”.

No “CDA de portas abertas”, o grupo recebe profissionais que atuam na cidade e que querem vivenciar um dia a rotina de ensaios dos bailarinos do Corpo de Dança do Amazonas. Em “Dança, arte e escola: Espetáculo didático”, a companhia oferece uma visita guiada a alunos de escolas públicas pelo Teatro da Instalação, apresentam um espetáculo e realizam roda de conversa sobre aspectos da dança e sua produção.

*Programação “CDA Visita”*

*• Sexta-feira (23/08)*
10h30 – Casa Mamãe Margarida, com “Carnaval dos animais”

*• Sábado (24/08)*
10h – Casa Vhida, com “Carnaval dos animais”

*• Quinta-feira (29/08)*
10h – Apae, com “Carnaval dos animais”

*• Sexta-feira (30/08)*
10h30 – Abrigo Moacyr Alves, com trechos de “A quem será que se destina?”

*• Terça-feira (17/09)*
9h30 – Fundação Dr. Thomas, com trechos de “A quem será que se destina?”

_* Data a confirmar com o Gacc_

*FOTOS:* Wallace Heldon/Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here