Teatro de Marionetes com os artistas do grupo Pequeno Teatro do Mundo teve a primeira apresentação neste sábado (27/4)

Suspenso por algumas cordas, um personagem perambula em um pequeno palco e conta uma jornada que fala sobre ser criança e a dificuldade de lidar com as emoções da infância. Assistindo ao espetáculo, os pequenos que são atendidos pela Associação de Apoio à Criança com HIV – Casa Vhida – olham encantados, enquanto a marionete enfrenta os mais diversos obstáculos em direção ao amadurecimento. O evento é a primeira apresentação do “Ópera Mirim”, que estreou neste sábado (27/4). A programação faz parte do 22º Festival Amazonas de Ópera (FAO).

Realizado pelo Governo do Amazonas, através da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), com patrocínio master do Bradesco, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cidadania e Secretaria Especial de Cultura, o 22º FAO segue com apresentações de ópera, recitais e concertos até 30 de maio.

No espetáculo, a obra “L’enfant et les Sortilèges” (“O Menino e os Sortilégios”), do compositor e pianista francês Maurice Ravel (1875-1937), é apresentada em forma de teatro de marionetes pelo grupo Pequeno Teatro do Mundo, com os artistas Fabiana Barbosa e Fábio Retti, que manipulam 14 personagens. Unindo o erudito ao lúdico, o objetivo é facilitar o acesso à ópera aos pequenos e ao público em geral.

“Foi muito positivo e emocionante ver a criançada encantada, com olhos brilhando ao ver o espetáculo. Acredito que a missão foi cumprida na manhã deste sábado, e isso mostra o empenho do Governo do Estado em descentralizar as ações, levar a cultura para perto do cidadão, mais próximo possível das pessoas. Esta foi só a primeira apresentação do ‘Ópera Mirim’ e a reação das pessoas certamente nos motiva a continuar nessa direção”, declarou o secretário estadual de Cultura, Marcos Apolo Muniz.

Público – Desde a montagem do palco até o abrir das cortinas que revelou as marionetes, as crianças da Casa Vhida mostraram curiosidade pelo espetáculo. Durante os 45 minutos de apresentação, os olhos do público não desviaram em nenhum momento da história do menino que enfrenta a revolta de bichos e objetos, por sua preguiça diante dos deveres de casa.

Rilcicléa de Souza Rodrigues, 34, assistiu a “O Menino e os Sortilégios” com a filha de 2 anos e o marido, e se emocionou. “Foi a primeira vez que a minha filha viu um teatro com marionetes, e ela não perdeu a atenção em nenhum momento. Foi maravilhoso o espetáculo, para ela, principalmente”, disse.

Acompanhando o filho de 3 anos, Luzimar Rodrigues da Paz, 24, também aprovou o espetáculo. “Vimos tudo desde o começo, e o meu filho ficou mais quieto que o normal. Gostamos bastante, bem organizado e muito bonito”, contou.

A coordenadora da Casa Vhida, Erika Amorim, destacou a parceria com a SEC para a realização do “Ópera Mirim” .” Neste sábado, realizamos um encontro de vivências com as famílias, e o Ópera Mirim agregou dentro do circuito de atividades que organizamos. Hoje, concentramos cerca de 150 pessoas, quase 80 crianças para ver o espetáculo. Foi muito bacana vê-los tão concentrados e felizes com o projeto. Agradecemos à SEC pelo apoio”.

Na cidade e no interior – O “Ópera Mirim” também será apresentado nos hospitais infantis Dr. Fajardo (no dia 29/4) e Joãozinho (4/5); nos municípios Santa Isabel do Rio Negro (17/5) e Benjamin Constant (18/5); no Centro de Educação em Tempo Integral (Ceti) Zilda Arns (29/5); e no hall do Teatro Amazonas (5, 12 e 26/5).

“Hoje, foi uma experiência incrível poder mostrar a magia das marionetes para as crianças da Casa Vhida. A resposta delas e a troca que elas tiveram conosco foi mágica e esta foi só a primeira apresentação. Para nós é uma alegria enorme e uma honra poder participar da programação do FAO, e esperamos alcançar ainda mais pessoas”, declarou Fábio Retti, do grupo Pequeno Teatro do Mundo.

‘Ernani’ – Após a estreia na sexta (26/4), no Teatro Amazonas, a ópera “Ernani”, de Giuseppe Verdi, será reapresentada neste domingo (28/4), às 19h. Baseada na obra de Victor Hugo, a peça conta a dramática história de amor de Ernani e Elvira e é apresentada em forma de concerto, em quatro partes, com o Coral do Amazonas e Orquestra Experimental da Amazonas Filarmônica, sob regência do maestro Luiz Fernando Malheiro.

Com três horas de duração e um intervalo de 30 minutos, “Ernani” conta no elenco, além de Enrique Bravo, com a mexicana Maria Katzarava (soprano), como Elvira; e os brasileiros Luiz-Ottavio Faria (baixo), como Don Ruy Gomes de Silva; Rodolfo Giugliani (barítono), como Don Carlo; Thalita Azevedo (mezzo-soprano), como Giovanna; Miquéias William (tenor), como Don Riccardo; e Emanuel Conde (baixo), como Jago.

Sobre o 22º FAO – Em 2019, o Festival Amazonas de Ópera (FAO) celebra o centenário de nascimento de Claudio Santoro com a apresentação da ópera “Alma”, do compositor e maestro amazonense. Também estão na programação “Ernani”, de Giuseppe Verdi; “Maria Stuarda”, de Gaetano Donizetti; “Tosca”, de Giacomo Puccini; e “Mater Dolorosa”, baseada na cantata “Stabat Mater Dolorosa”, de Giovanni Pergolesi.

Os ingressos para o FAO 2019 já estão à venda na bilheteria do Teatro Amazonas e pelo site Bilheteria Digital (www.bilheteriadigital.com/teatroamazonas), com valores que vão de R$ 2,50 a R$ 60.

A programação do festival abrange ainda o Recital Bradesco, com canções compostas por Claudio Santoro; o encontro “Os Teatros de Ópera e a Economia Criativa na América Latina”, voltado para apresentar dados e casos de sucesso sobre a Indústria da Ópera na América Latina; o concerto do Dia das Mães; e Mulheres da Ópera.

Sobre o Bradesco Cultura – Com centenas de projetos patrocinados anualmente, o Bradesco acredita que a cultura é um agente transformador da sociedade. O Banco apoia iniciativas que contribuem para a sustentabilidade de manifestações culturais que acontecem de norte a sul do país, reforçando o seu compromisso com a democratização da arte. São eventos regionais, feiras, exposições, centros culturais, orquestras, musicais e muitos outros, além do Teatro Bradesco em São Paulo.

Em 2019, estão previstas diversas atrações como o espetáculo “OVO”, do Cirque du Soleil; os festivais de Parintins e Tiradentes; as festas juninas de São João do Caruaru e Campina Grande e o Natal do Bradesco, em Curitiba. Segue em cartaz “O Fantasma da Ópera”.

Para mais informações sobre essas e outras ações, projetos e atividades desenvolvidas pela Secretaria de Estado de Cultura, acesse o Portal da Cultura (www.cultura.am.gov.br). Confira também os perfis do órgão no Facebook, Twitter e Instagram – culturadoam.

FOTOS: Michael Dantas/ SEC

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here