Um avião de pequeno porte caiu próximo ao Campo de Marte, no bairro da Casa Verde, Zona Norte de São Paulo, na tarde desta sexta-feira, 30. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, que registrou a ocorrência às 15h58, ao menos duas pessoas morreram e doze estão feridas, sem risco de morte.

As duas vítimas fatais foram retiradas de dentro da aeronave, uma delas o piloto, Guilherme Murback, 26 anos. Ainda não há informações sobre a outra pessoa que morreu.

O avião caiu em uma área residencial e destruiu uma casa na rua Antonio Nascimento Moura. Duas residências vizinhas foram afetadas, em menor parte. As chamas da explosão, que também atingiram um caminhão e um carro, foram rapidamente controladas pelas dezesseis viaturas e 56 bombeiros que aturaram no local do acidente.

Entre os doze feridos, cinco estavam dentro das casas atingidas e sete passavam pela rua no momento do acidente. Segundo informações dos bombeiros, eles apresentam queimaduras de primeiro e segundo grau.

De acordo com a assessoria de imprensa da corporação, parte dos feridos foi encaminhada ao Hospital do Tatuapé, na Zona Leste, especializado em atendimento a queimaduras. Conforme a assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde, quatro pessoas foram resgatadas pelo Samu, das quais três foram encaminhadas ao Hospital Geral da Vila Penteado e uma ao Hospital Samaritano.

De propriedade de Fernando Matarazzo, diretor comercial da Mitsubishi no Brasil, a aeronave que caiu foi fabricada em 1980 e tinha capacidade máxima para 5 passageiros. De acordo com a assessoria de comunicação da montadora japonesa, nem Matarazzo nem familiares dele estavam no avião no momento da queda.

Adquirido pelo executivo em maio de 2015, o avião estava regular junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e tinha certificação válida até dezembro de 2022.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here