O Natal do Abraço uniu forças com o Auto de Natal do Parque Municipal do Idoso e tornou a noite desta sexta-feira, 14/12, em uma das mais bonitas, alegres e performáticas do segundo ano do Natal do Abraço.

De um lado, os artistas do Parque do Idoso, do outro a turma do Parque Cidade da Criança, com seus personagens natalinos. O evento foi prestigiado pelo prefeito Arthur Virgílio Neto e pela presidente do Fundo Manaus Solidária, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, na sede do Parque do Idoso, na zona Centro-Sul.

“Reuniram–se idosos, crianças especiais e pais para uma grande celebração de Natal, de amor e de fé. Isso é uma consagração do Natal do Abraço que minha esposa organiza pela segunda vez e está contagiando a cidade de Manaus com muita solidariedade”, salientou o prefeito.

A noite de festa teve início com a apresentação do espetáculo “Auto de Natal Caboclo”, da Escola Municipal de Educação Especial André Vidal de Araújo. A peça faz parte do projeto “Cultura Amazônica: Sou Índio, Sou Caboclo, Sou Cidadão”.

De acordo com o diretor da escola e também da peça, Helivan Pinheiro Dantas o espetáculo contribui para construção de valores morais, para a religiosidade e para o desenvolvimento cognitivo da pessoa com deficiência, público da escola André Vidal. “Nossos alunos conseguem, apesar das limitações, viver o Natal e os valores mais significativos dele. Para nós e para eles é uma grande vitória”, destacou.

O espetáculo apresentado pelos alunos da escola André Vidal mostra nascimento do menino Jesus, por meio de elementos e personagens da região Amazônica, do imaginário caboclo. A apresentação dos alunos foi seguida do Auto de Natal 2018, feita pelos idosos do Parque Municipal do Idoso. O espetáculo tem como “pano de fundo”, a história sobre o nascimento de Jesus e faz ainda uma alusão ao clássico infantil “A Gata Borralheira”. O auto contou com a participação de 60 idosos.

“Nessa história, uma menina perde a mãe próximo ao Natal. Ela passa a ser criada pelo pai e pela madrasta, que possui três filhas que passam a fazê-la de empregada. Em uma noite de Natal ela recebe a notícia da morte do pai e a menina sofre por não entender o porquê de viver daquela forma. Ela cresce, sai de casa e viaja para o Amazonas. O tempo passa e ela continua detestando o Natal, mas como mágica ela é transportada para um cenário antigo, onde conhece o verdadeiro sentido do Natal”, resumiu o professor de teatro, Tiago Oliveira.

Para a presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko, o Parque do Idoso por si só se destaca em infraestrutura e pelos profissionais, além disso tem algo que o torna ainda mais especial, tem os idosos e a sabedoria deles.

“Gosto muito de estar no Parque do Idoso. Fico sempre muito feliz com o carinho que recebo dos ‘meus meninos e meninas’, como gosto de chamá-los. O Arthur e eu fazemos questão de vir aqui, de ir à Fundação Doutor Thomas e demonstrar para eles o quanto são importantes para nós, o quanto nós os valorizamos. O Natal do Abraço é uma retribuição e um reconhecimento a todos eles”, afirmou.

O encerramento da noite de festa ficou por conta dos personagens do Parque Cidade da Criança. Papai e Mamãe Noel, a princesa do Natal, a Fada, o Biscoito, a Árvore, o Duende e outros personagens encantados alegraram ainda mais a noite no Parque do Idoso.

— — —

Texto: Michele Gouvêa / Fundo Manaus Solidária

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here